counter-views
Por que a Proteína de Soja Parece Diminuir a Testosterona

Por que a Proteína de Soja Parece Diminuir a Testosterona

Nos últimos anos, mais e mais homens têm se voltado para a proteína de soja como uma alternativa às proteínas lácteas e de origem animal. Alguns acreditam que a proteína de soja pode ter um impacto negativo nos níveis de testosterona. 

Publicado em 4 de janeiro de 2023
Top 7 Melhores Pílulas Potenciadoras de Ereção e Comprimidos de Aumento Peniano
Top 10 Suplementos em GOTAS para Saúde Sexual de Alta Qualidade

Este artigo explorará a ciência por trás dessa afirmação e discutirá o que isso significa para os homens que procuram usar proteína de soja.

O que é Testosterona?

A testosterona é um hormônio produzido pelo organismo. Desempenha um papel importante no desenvolvimento de características masculinas, como massa muscular e pelos faciais. A baixa testosterona pode levar a uma perda dessas características masculinas, juntamente com uma diminuição da libido, fadiga e depressão.

Por que a soja parece ter um impacto negativo na testosterona?

Infelizmente, a proteína de soja parece ter um impacto negativo na testosterona. Estudos mostraram que homens que consomem dietas ricas em proteína de soja tendem a ter níveis de testosterona mais baixos do que aqueles que consomem menos soja. Acredita-se que esse efeito seja causado por fitoestrógenos, um tipo de composto encontrado na soja que pode ter efeitos semelhantes a hormônios no corpo.

No entanto, é importante ter em mente que os estudos realizados foram inconclusivos. Além disso, os efeitos da soja na testosterona parecem ser relativamente menores. Portanto, embora a soja possa afetar os níveis de testosterona, é improvável que seja o único ou mesmo o principal fator na redução da testosterona.

Talvez o mais importante, embora a soja possa ter um impacto na testosterona, ela também traz muitos benefícios. É uma boa fonte de proteína, importante para o desenvolvimento e reparação muscular. É também uma rica fonte de fibra dietética, que pode ajudar na saúde digestiva e no controle de peso.

Portanto, para quem procura uma alternativa às proteínas de origem animal, a proteína de soja pode ser uma boa escolha. No entanto, consumir soja com moderação é fundamental, pois o consumo excessivo pode ter um efeito adverso nos níveis de testosterona. Também é importante garantir que outros nutrientes como o zinco, que também é essencial para a produção de testosterona, sejam incluídos em sua dieta.

Quanta proteína de soja por dia é segura para homens?

A ingestão diária segura recomendada de proteína de soja para homens adultos é entre 25-40g. Consumir mais do que isso regularmente pode causar alguns riscos à saúde, como aumento do risco de câncer de próstata e problemas de tireóide.

Portanto, é melhor consultar o seu médico ou nutricionista para obter aconselhamento individualizado sobre a melhor quantidade diária para você.

Os homens devem evitar a proteína de soja?

No geral, a proteína de soja é considerada uma escolha alimentar saudável para os homens. Estudos descobriram que a proteína de soja pode reduzir os níveis de colesterol e pode até ajudar a proteger contra doenças cardíacas e certos tipos de câncer.

Além disso, a proteína de soja é uma grande fonte de aminoácidos essenciais, necessários para o desenvolvimento muscular adequado. Também não há evidências que sugiram que os homens devam evitar a proteína de soja.

O que acontece se um homem consumir muita soja?

Consumir muita soja pode ter uma variedade de efeitos negativos nos homens, incluindo diminuição da contagem de esperma e diminuição da fertilidade. Além disso, consumir muita soja pode aumentar o risco de os homens desenvolverem câncer de próstata.

Outros possíveis efeitos colaterais do consumo excessivo de soja incluem problemas digestivos, dores de cabeça e fadiga. Por fim, o efeito da soja nos hormônios pode levar a mudanças de humor e aumento dos níveis de estrogênio.

Quais são os prós e contras da proteína de soja?

Prós:

  • A proteína de soja é uma fonte vegetal de alta qualidade de proteína completa, o que significa que contém todos os 9 aminoácidos essenciais necessários ao corpo
  • A proteína de soja tem baixo teor de gordura saturada e não contém colesterol
  • A proteína de soja foi associada a um redução dos riscos de certas doenças crônicas, como doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer
  • A proteína de soja é uma ótima fonte de minerais importantes, como ferro e zinco
  • A proteína de soja pode ajudar a reduzir os sintomas da menopausa

Contras:

  • A proteína de soja contém altos níveis de ácido fítico, que pode ligar minerais como zinco, cálcio e ferro e reduzir sua absorção
  • A proteína de soja pode conter grandes quantidades de goitrógenos, que podem interferir na produção de hormônio tireoidiano
  • Os produtos de proteína de soja podem conter traços de hexano, um produto químico usado em solventes industriais, devido ao seu uso na fabricação
  • Algumas pesquisas sugerem que a proteína de soja pode reduzir a eficácia de certos medicamentos, como o tamoxifeno

A proteína de soja pode causar disfunção erétil?

Não, a proteína de soja não causa disfunção erétil. Não há evidências que sugiram que a proteína de soja possa ter um efeito na disfunção erétil.

Por que os fisiculturistas evitam a soja?

Os fisiculturistas geralmente evitam a soja porque é um alimento goitrogênico que contém altos níveis de fitoestrógenos. Esses compostos podem interromper as funções endócrinas e interferir na síntese hormonal. Além disso, a soja contém altos níveis de proteínas à base de plantas, que não são facilmente metabolizadas ou absorvidas pelo organismo, dificultando sua utilização eficiente pelos fisiculturistas.

A soja não é saudável para os homens?

A soja não é prejudicial para os homens. Na verdade, pode fornecer certos benefícios para a saúde. Os alimentos de soja são ricos em proteínas e contêm compostos vegetais saudáveis, como fibras, antioxidantes e várias vitaminas e minerais. No entanto, é importante estar ciente de que muitos alimentos processados ​​à base de soja podem conter adição de sal, açúcar e gorduras não saudáveis.

Quanta soja é necessária para diminuir a testosterona?

Não há uma resposta definitiva para essa pergunta, pois a quantidade de soja necessária para diminuir a testosterona depende de vários fatores, como idade, tipo de corpo, dieta, estilo de vida e histórico de saúde. Embora a pesquisa sugira que consumir quantidades moderadas de produtos de soja, como tofu, edamame e leite de soja, pode ajudar a reduzir os níveis de testosterona circulante, é importante observar que consumir grandes quantidades de soja pode ter o efeito oposto. Portanto, é melhor discutir as mudanças na dieta com um profissional médico antes de fazer qualquer mudança radical em sua dieta.

Quais são os pontos negativos da proteína de soja?

  1. Problemas digestivos: algumas pessoas podem sentir desconforto estomacal e problemas digestivos, como gases e inchaço, quando consomem alimentos à base de soja.
  2. Goitrogênicos: A soja contém compostos chamados goitrogênicos, que podem interferir no funcionamento da glândula tireoide e causar problemas como o bócio.
  3. Estrogênios vegetais: A soja contém estrogênios vegetais, também conhecidos como isoflavonas, que podem afetar a produção de estrogênio pelo corpo. Isso pode ser problemático para pessoas com doenças sensíveis a hormônios, como câncer de mama.
  4. Soja não fermentada: O consumo de soja não fermentada pode aumentar o risco de câncer de mama.
  5. Antinutrientes: A soja contém altos níveis de substâncias chamadas antinutrientes, que podem inibir a absorção de outros nutrientes, como zinco, cálcio e magnésio.

Qual proteína é melhor para a testosterona?

A melhor proteína para a testosterona é a proteína de soro de leite. Possui alto teor de aminoácidos de cadeia ramificada e alto valor biológico, o que o torna altamente biodisponível, permitindo que o corpo decomponha e absorva rapidamente a proteína. Também tem sido associado ao aumento da produção de testosterona, tornando-se uma escolha ideal para quem procura aumentar seus níveis de testosterona.

Devo evitar a soja como homem?

Não, não há razão para os machos evitarem a soja. Os produtos de soja podem ser uma parte saudável de qualquer dieta e podem oferecer uma variedade de benefícios à saúde. No entanto, algumas pessoas podem querer limitar o consumo de soja devido aos seus potenciais efeitos semelhantes ao estrogênio. É melhor discutir as mudanças na dieta com um profissional médico antes de fazer qualquer mudança drástica.

A proteína de soja e seus efeitos nos níveis de testosterona têm sido amplamente debatidos nos últimos tempos. Dado o aumento na prevalência de produtos à base de soja, como alternativas veganas à carne, shakes e pães, muitos especularam sobre seus efeitos potenciais na testosterona e hormônios relacionados.

A testosterona é um importante hormônio masculino responsável principalmente pelo desenvolvimento das características masculinas, incluindo atributos físicos, força e fertilidade. Alterações nos níveis de testosterona podem resultar em redução da libido e outros sintomas, como baixa energia e dificuldade em ganhar massa muscular.

Então, a proteína de soja reduz os níveis de testosterona?

Estudos na área produziram evidências conflitantes. Alguns estudos descobriram que a proteína de soja pode diminuir os níveis de testosterona circulante no corpo. Outros estudos sugerem o contrário, ou seja, que a proteína de soja pode aumentar os níveis de testosterona. Os efeitos da proteína de soja nos níveis de testosterona parecem variar dependendo do indivíduo e da dieta geral, tipo de corpo e estilo de vida.

Algumas pesquisas sugerem que a ingestão de soja pode reduzir os níveis de testosterona ao interferir na produção de testosterona nos testículos, enquanto outros estudos sugerem que a soja pode aumentar os níveis de testosterona devido à presença de grandes quantidades de certos compostos como a genisteína. Outros permanecem não convencidos, citando evidências fracas e desenho de estudo inconclusivo.

Os produtos de soja geralmente contêm isoflavonas, um tipo de fitoestrógeno que se acredita ser responsável pelos efeitos da soja na testosterona. As isoflavonas podem afetar a produção de testosterona, mas os efeitos não são totalmente compreendidos. Alguns estudos sugerem que grandes quantidades de isoflavonas presentes em alimentos à base de soja podem resultar em uma diminuição nos níveis de testosterona. Por outro lado, outros estudos sugerem um efeito mais positivo, resultando em aumento dos níveis de testosterona.

Apesar das evidências conflitantes, não há evidências consistentes e conclusivas de que a proteína de soja leve a uma diminuição da testosterona. Acredita-se, no entanto, que a soja tenha um efeito positivo sobre outros hormônios, como o estrogênio. Isso pode explicar por que consumir produtos à base de soja pode ajudar a melhorar a saúde geral, já que hormônios como testosterona e estrogênio desempenham um papel importante na regulação de várias funções corporais.

Em conclusão, a proteína de soja reduz a testosterona?

A resposta é inconclusiva. Ainda não há evidências suficientes para obter uma resposta definitiva, por isso devemos esperar e ver o que estudos futuros podem revelar. Até lá, é melhor praticar a moderação no consumo de produtos à base de soja e seguir uma dieta balanceada que inclua todos os tipos de nutrientes.

Recursos

Fertility and Sterility via Science Direct 

Hamilton-Reeves, Jill M., Ph.D., et al.

“Clinical studies show no effects of soy protein or isoflavones on reproductive hormones in men: results of a meta-analysis”

(Abstract. 2010)

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0015028209009662

Medical News Today

Metropulos, Megan, MS, RDN

“What to know about soy”

(October 22, 2019)

https://www.medicalnewstoday.com/articles/320472

Men’s Journal

Dudash, Michelle, RDN

“How Much Soy Can You Really Eat Before It Affects Your Testosterone?”

(May 5, 2017)

https://www.mensjournal.com/health-fitness/how-much-soy-can-you-really-eat-before-it-affects-your-testosterone-w479484/

Reproductive Toxicology via ScienceDirect

Reed, Katherine E., et al.

“Neither soy nor isoflavone intake affects male reproductive hormones: An expanded and updated meta-analysis of clinical studies”

(Full-text. March 2021)

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0890623820302926?via%3Dihub