Deixa o seu Comentário ou reposta

Os fatos sobre a disfunção erétil

Existem muitas informações sobre a disfunção erétil. No entanto, nem tudo é preciso, o que definitivamente leva a muita confusão.

Muitos mitos sobre a disfunção erétil têm circulado em grande escala. Portanto, muitas vezes são tidos como fatos em vez de investigados. Aqui você encontrará fatos reais sobre o assunto para que fique bem informado.

A disfunção erétil não significa que você nunca possa ter uma ereção por conta própria. Alguns homens conseguem fazer isso 75% das vezes. Outros podem fazer isso 25% do tempo e em qualquer lugar entre os dois. Se você não conseguir ter uma ereção de vez em quando, não há nada com que se preocupar. No entanto, se parece acontecer cada vez mais, você precisa consultar um médico para discutir o assunto.

Devido ao grande número de homens que tomam medicamentos para disfunção erétil, existe o mito de que esses produtos são 100% seguros. Embora eles possam ser extremamente úteis com esse problema, há efeitos colaterais a serem considerados. Existem também alguns problemas muito graves, como problemas de visão ou audição. Compreender esses possíveis efeitos é muito importante. Dessa forma, você pode decidir se deseja usar esse medicamento ou não.

Uma das razões pelas quais os homens mais jovens não procuram assistência para a disfunção erétil é que muitas vezes se presume que isso é algo que acontece com os homens mais velhos.

Você pode se surpreender ao saber quantos homens entre 20 e 40 anos também estão lutando contra o problema da disfunção erétil. Compreender plenamente que esse é um problema de que os homens de todas as idades sofrem pode incentivá-los a buscar a ajuda de que precisam, em vez de esconder suas preocupações.

O que é assustador é que mais de 160 milhões de homens têm algum tipo de disfunção erétil. No entanto, apenas cerca de 30% deles procuram ajuda para isso. O fato de que existem tratamentos para ajudar 90% desses homens significa que muitos deles não estão desfrutando de uma ótima vida sexual quando deveriam estar.

Em muitos casos, a disfunção erétil pode ser curada. Se houver uma condição médica subjacente, ela precisa ser controlada. Isso pode resultar no desaparecimento da disfunção erétil por conta própria. Até mesmo a mudança dos medicamentos que você está tomando pode fazer com que ele desapareça. Se a causa for algum tipo de lesão, a cirurgia pode ser capaz de retificá-la com sucesso.

Em aproximadamente 40% dos casos de disfunção erétil, embora não possa ser curada. No entanto, pode ser tratada com o uso de um dispositivo a vácuo ou medicamentos. Isso significa que o homem voltará a ter os mesmos problemas se parar de usar esses produtos. É por isso que é tão importante encontrar o tratamento certo para você. Dessa forma, pode ser o menor inconveniente possível para você.

Os vários tratamentos para a disfunção erétil continuam a ser avaliados. Devido ao elevado número de homens que necessitam a sua investigação e desenvolvimento continuam a ser feitos. Isso significa que o que temos agora só pode ser melhorado. Como resultado, os homens acharão mais fácil controlar a disfunção erétil no futuro. Esperançosamente, a taxa de sucesso aumentará e os efeitos colaterais diminuirão. Muitos homens também esperam que o preço desses tratamentos seja reduzido.

Agora que você conhece os fatos sobre a disfunção erétil, pode procurar ajuda se precisar. Você pode fazer isso com confiança, pois não precisa se preocupar em ser o único com essas preocupações. Os profissionais médicos são bem treinados nesta área e podem ajudá-lo a identificar opções de tratamento para suas próprias necessidades. Não desista de ter uma parte tão agradável da sua vida. A disfunção erétil é um problema comum, mas isso não significa que você não possa superar.